Dúvidas - Energia Fotovoltaica

Energia Solar Fotovoltaica

Dúvidas

Energia Solar Fotovoltaica
 

Estes sistemas são capazes de gerar energia elétrica através das chamadas células fotovoltaicas. As células fotovoltaicas são geralmente montadas em módulos ou painéis solares fotovoltaicos e são capazes de transformar a radiação solar diretamente em energia elétrica através do chamado “efeito fotovoltaico”, presente em alguns materiais, sendo o mais utilizado o silício

Isso depende de vários fatores como a potência do painel, local da instalação, orientação e inclinação do painel, temperatura, sombreamento, dentre outros. Um painel de 100 W no Brasil pode produzir em média um máximo entre 400 e 650 Wh por dia (ou entre 12 e 20 kWh por mês). Um painel de 200 W produzirá o dobro. Deve-se ainda considerar as perdas de energia, na ordem de 35% para sistemas com baterias e 20% em sistemas conectados à rede.

Quanto produz um painel solar fotovoltaico?
 
Quais equipamentos são necessários em um sistema solar fotovoltaico conectado à rede (grid-tie)?
 

Painéis fotovoltaicos: Que captam a energia solar e transformam e energia elétrica

 

Inversores: Que transformam a corrente contínua (CC) em corrente alternada (CA) e ajustam a voltagem de acordo com a necessidade. Inversores de sistemas conectados à rede elétrica também possuem a função de sincronizar o sistema com a rede.

 

Outros equipamentos: Além dos equipamentos principais, são necessários ainda Cabos, Estruturas de fixação para os painéis, Proteções elétricas, e outros acessórios.

Os sistemas conectados à rede elétrica são permitidos pela concessionária?
 

Sim, inclusive há uma Resolução Normativa da ANEEL (482/2012) que trata inteiramente sobre sistemas de microgeração conectados à rede elétrica. As concessionárias não só devem permitir como têm prazos máximos definidos para avaliação e autorização dos sistemas.

Posso produzir energia solar fotovoltaica em minha casa ou empresa?
 

Sim e este é uma das aplicações mais utilizadas em todo o mundo. O sistema funciona de forma integrada com a rede elétrica e o consumidor pode trocar energia com esta rede, pagando apenas a diferença entre seu consumo e a produção própria de energia.

Caso você não tenha acesso à rede elétrica é possível fazer um sistema isolado (off grid). Neste caso, o sistema precisará de baterias para armazenar a energia para a noite e dias nublados.

Qual é a vida útil do sistema?
 

Um sistema fotovoltaico conectado à rede tem uma vida útil de 30 a 40 anos, sendo que a maioria dos painéis fotovoltaicos tem garantia de 25 anos para produção de pelo menos 80% da potência nominal. Já os inversores têm garantia de 5 a 10 anos e um vida útil esperada de 10 a 15 anos, podendo ser trocados. Alguns microinversores têm vida útil maior, chegando a 25 anos.

Posso vender energia para a concessionária?
 

Não. O sistema adotado pelo Brasil não permite a venda de energia à concessionária como em outros países. No entanto existe um sistema compensação de energia onde um crédito (Produção maior que o Consumo) gerado em um determinado mês pode ser utilizado em um mês subsequente ou até mesmo em outra unidade consumidora do mesmo CPF ou CNPJ, dentro da mesma concessionária.

Por exemplo, se em um determinado mês você viaja de férias ou a radiação solar é muito alta e você produz 500 kWh consumindo apenas 400 kWh, será gerado um crédito de 100 kWh. Se no próximo mês seu consumo foi de 550 kWh e a produção de 500 kWh, você não pagará nada e ainda terá um crédito de 50 kWh para os próximos meses.

É necessária alguma adaptação em minha casa ou empresa?
 

Não, você pode utilizar a fiação elétrica já existente da sua casa ou empresa, bem como o seu telhado ou laje para fixação dos painéis. A concessionária deverá trocar o relógio de força por um relógio bidirecional. Caso você ainda não tenha construído sua casa ou empresa, o ideal seria que o telhado fosse voltado para a linha do equador (ou Norte, na maior parte do Brasil) para melhor aproveitamento da energia solar.

Porque energia solar é um bom negócio?
 

Hoje, a energia solar já é mais barata que a energia que utilizamos das concessionárias de energia. O Sol, o único que recurso que precisamos, é abundante e gratuito. Com o aumento das tarifas de energia elétrica ocorridas no final de 2014, a geração solar ficou ainda mais atrativa do ponto de vista financeiro. E com o contexto energético brasileiro, a tendência é que novos aumentos das tarifas aconteçam. 

Qual o payback do meu investimento?
 

Hoje o payback de um sistema fotovoltaico varia entre 6-9 anos, de acordo com a região e com o local que o sistema será instalado. Com os aumentos esperados da tarifa energética nos próximos anos, a previsão é que o payback do investimento do sistema cairá ainda mais, podendo chegar a 4 ou 5 anos.

O sistema valoriza meu imóvel?
 

Nos Estados Unidos, onde este mercado já se encontra em um estágio mais maduro, é verificado uma valorização média de 8% nos imóveis que possuem sistemas fotovoltaicos (fonte: SunPower). A tendência é que no Brasil tenhamos o mesmo cenário, tendo em vista que uma casa com sistema de energia solar tem uma conta de luz muito abaixo de uma casa sem este tipo de sistema.

Consigo zerar minha conta de luz?
 

Caso seu projeto seja feito de forma a produzir toda a energia elétrica que você necessita, a sua conta de luz será praticamente zero, restando apenas um valor mínimo referente à iluminação pública e à taxa de disponibilidade da rede, equivalente a aproximadamente R$ 70,00.

 

TRIBUTAÇÃO (IMPOSTOS) 

O único imposto que incide sobre os seus "créditos de energia" é o ICMS. (Em alguns estados, como São Paulo,Minas Gerais e Pernambuco, os créditos são isentos de ICMS).
Basicamente, quando você injeta a energia em excesso na rede elétrica e gera os seus créditos, o imposto de ICMS vai incidir sobre os créditos assim reduzindo um pouco a quantidade que você "acumula". Ex:
EX:1 - No estado do Rio de Janeiro (ICMS de 18%), para cada 1 kWh de energia que você injeta na rede você gera um crédito de 0,82 kWh.

EX:2 - No estado de Minas Gerais (o ICMS não se aplica aos "créditos de energia"), para cada 1 kWh de energia que você injeta na rede você gera um crédito de 1 kWh.

Como funciona a compensação da energia que produzo e não consumo?
 

Toda a energia gerada pelo sistema fotovoltaico que não é consumida é automaticamente fornecida para a rede pública de eletricidade. Através do relógio bidirecional, a quantidade de energia injetada é medida e computada pela concessionária através de créditos. Estes vêm explícitos na conta de luz e podem ser consumidos em até 36 meses. Nosso sistema de monitoramento online permite que você verifique a quantidade de energia produzida, estando certo que o cálculo está sendo feito da forma correta. Outra facilidade é a possibilidade do consumo dos créditos em uma outra unidade consumidora, desde que a mesma esteja cadastrada na concessionária com o mesmo CPF ou CNPJ da unidade geradora. Por exemplo, se você tem uma casa de campo e produz mais energia que consome, é possível consumir os créditos gerados em sua casa na cidade, contanto que ambas estejam sob a área de atuação da mesma concessionária de energia.

O sistema de energia solar vai gerar barulho, como um gerador tradicional?
 

Não. Outro grande benefício do sistema fotovoltaico é a não emissão de ruídos. Diferente de um gerador tradicional, a luz do sol é convertida em energia elétrica por um processo que não gera barulho nem gases. Você não vai ter que mudar em nada sua rotina e o sistema funciona de forma totalmente automática, sem nenhuma necessidade de intervenção.

O que é e como se faz a Homologação?
 

Homologação é o nome dado ao processo de regularização do projeto de geração fotovoltaica junto à distribuidora de energia local. Este consiste no envio do projeto de engenharia detalhado à concessionária, que analisa e aprova o projeto. Após a aprovação, geralmente é feita uma visita técnica no local pela equipe da concessionária. Após isso a instalação pode ser realizada. Uma vez instalado, a equipe da concessionária faz uma nova vistoria técnica autorizando a ligação do sistema. Todo esse trâmite é resolvido pela Pólos Elétrons, restando a você apenas usufruir da energia do sol.

Como eu faço para monitorar o desempenho do meu Sistema ?
 

Os fabricantes de inversores oferecem um aplicativo para celular e tablets que permite que você monitore em tempo real a quantidade de energia que está sendo gerada. Da mesma forma é possível analisar a energia produzida num certo período (anual, mensal, semanal). Através desta tecnologia a energia é tangibilizada e você fica seguro que seu sistema está te trazendo benefícios financeiros desde o momento da instalação